Sistemas de Injeção: Semelhanças e Diferenças

Por | 3 de fevereiro de 2017

Tipos de Injeção – Parte 1

Semelhanças e diferenças entre sistemas de injeção diesel, otto direta e indireta

POR FÁBIO VON GLEHN

O aumento gradativo das restrições de emissão de poluentes pelos motores de combustão interna provoca uma evolução tecnológica nos sistemas de controle e novas configurações vão aparecendo. Acompanhar essas novidades que vão surgindo é o nosso desafio e o objetivo dessa sequência de matérias que serão publicadas.

Até pouco tempo atrás os motores do ciclo otto e do ciclo diesel eram diferenciados entre outras coisas pelo processo de formação da mistura, externa ou indireta no ciclo otto e interna ou direta no ciclo diesel. Outro detalhe que os distinguia era o tipo de operação, com otto usando mistura homogênea e diesel mistura estratificada. Hoje alguns motores otto já usam injeção direta com os dois tipos de operação e decidem sobre o uso de um ou de outro em função de parâmetros de funcionamento do motor.

sistemas_01

Para entender o que seja formação da mistura externa/indireta ou interna/direta, tente identificar as diferenças entre as três figuras acima.

  • Na figura “A” uma injeção monoponto indireta. O combustível é injetado em um ponto único (1) que se encontra antes da borboleta de aceleração (2) e no interior do tubo de admissão (3). Esses sistemas dominaram o mercado no início do uso da injeção eletrônica no Brasil.
  • Na figura “B” uma injeção multiponto indireta. O combustível é injetado (1) individualmente em cada cilindro e diferentemente do modelo anterior isso ocorre após a borboleta de aceleração (2), porém ainda no interior do tubo de admissão (3).
  • Na figura “C” uma injeção direta. O combustível é injetado (1) individualmente em cada cilindro e dentro da câmara de combustão (4). Esse tipo de configuração atende o ciclo diesel e otto de injeção direta.

Ciclo otto com injeção direta não é exatamente uma novidade. A própria Ciclo já havia publicado uma matéria em 2001 a respeito do Mitsubishi Carisma GDI (http://www.diagweb.com.br/Pesquisa/33266).

Aqueles que nos acompanham, portanto, já sabem dessa “novidade” há mais de 15 anos.

A próxima matéria mostrará a diferença entre os tipos de mistura homogênea e estratificada. Fique atento!


Continue lendo a Parte 2: Tipos de Mistura

bot2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.